RESENHA: Odisseia – Homero

Nome: Odisseia
Autor: Homero
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 419

“Musa, reconta-me os feitos do herói astucioso que muito
peregrinou, dês que esfez as muralhas sagradas de Tróia;
muitas cidades dos homens viajou, conheceu seus costumes,
como no mar padeceu sofrimentos inúmeros na alma,
para que a vida salvasse e a de seus companheiros a volta.”

No início do ano, eu criei um projeto no blog chamado Letras.01 onde eu faria resenhas dos livros propostos durante meu primeiro período na faculdade de letras, mas com a falta do tempo (e um pouco de vontade) eu acabei procrastinando e ele ficou um pouco de lado; nesse meio tempo eu terminei dois livros, e apesar de ter lido o Número Zero antes, minha leitura de Odisseia foi tão gratificante que decidi falar sobre ele primeiro, aliás, esse texto será um pouco diferente já que a minha intenção é não apenas falar do livro, mas também da minha experiência com ele. Vamos lá!Processed with VSCO with f2 preset

A palavra Odisseia deriva do nome do personagem principal da história, Odisseu -ou Ulisses no Latim- mas o seu título também pode ser  relacionado à odisseia vivida por aqueles que optam por fazer sua leitura, por causa do formato complexo da escrita e os diversos sentimentos gerados no leitor em razão dos altos e baixos vividos pelo personagem principal.

Após a vitória dos Gregos na guerra de Tróia, Odisseu, que estava ajudando na batalha, começa a realizar seu caminho de volta para casa, porém, surgem vários percalços fazendo com que ele fique cada vez mais distante da mesma. O dilema começa quando o herói cega Polifemo despertando a ira de Poseidon que a partir daí faz de tudo para atrapalhar seu roteiro. Durante a viagem ele ainda fica preso na ilha de Calipso, em Circe e enfrenta Cila e Caribde até chegar à casa de Alcínoo, onde encontra ajuda para chegar em Ítaca e assim recuperar o respeito de sua casa.

Processed with VSCO with f2 preset

A memória é um tema intensamente abordado durante o livro, na passagem das sereias, por exemplo, o homem que deixa se levar pelo canto delas esqueceria sua família e casa. Circe também é outra personagem que flerta com essa temática de apagamento da memória ao transformar em porcos diversos dos homens que acompanham Odisseu, aqui também cabe uma análise sobre a retratação das mulheres na obra, porém, isso levaria a um estudo e uma explicação mais extensa além de fugir do objetivo do post, mas fica a dica.

É interessante ver como o livro ainda influencia obras atuais, tanto por sua temática (alo Percy Jackson) quanto pela construção do seu enredo cheio de reviravoltas onde o personagem principal vive num conflito constante e está sempre dando um passo para frente de dois para trás (isso acontece LITERALMENTE com o personagem), mas no final tudo acontece de maneira favorável e as coisas se acertam, o que é copiado até hoje em produções como filmes e novelas. Aliás, é muito fácil se apegar a Odisseu, pois mesmo tendo atitudes desfavoráveis durante seu périplo, toda a narrativa induz o leitor a criar empatia pelo protagonista e desejar que ele retorne para seu reino.


Numa das aulas foi abordada a quantidade de personagens que têm o arco como arma e logo de cara eu fiz uma conexão maluca com a Katniss Everdeen que teve a ideia de ficar isolada na arena até o último segundo assim como Odisseu ao retornar a Ítaca, além de ambos terem sido obrigados a tomar para si o arco, no caso de Katniss isso ocorreu durante o primeiro jogos vorazes onde ela toma a arma da já falecida Glimmer que não sabia o manusear e com Odisseu aconteceu durante a prova proposta por Penélope para escolher um marido e no final ambos conquistaram o seu objetivo e saíram vencedores.


Ler Odisseia foi uma experiência inexplicável para mim; inicialmente eu fiquei perdida, apesar de ter lido inúmeros livros grandes a leitura desse era extremamente diferente de todas as outras, foi um desafio encarar a narração em versos, mas ao chegar no canto XXI eu já estava à vontade e devorei cada página e no final fiquei morrendo de saudades. Recomendo o livro para todos que adoram se desafiar com livros mais rebuscados mas principalmente para aqueles que amam ler e apreciar uma boa história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s