RESENHA: Número Zero – Umberto Eco

Nome: Número Zero
Autor: Umberto Eco
Editora: Record
Páginas: 208

g1_eco_capaUmberto Eco usa como pano de fundo para seu livro a criação do Amanhã, um periódico que não se sabe se um dia chegará às mãos do público. A equipe do jornal é formada por profissionais um tanto frustrados, como Maia que antes trabalhava publicando fofocas sobre famosos e Braggadocio que durante longas páginas apresenta sua curiosa teoria acerca da “falsa” morte de Mussolini.

Em Número Zero, o jornalismo é representado como rede de poder onde as notícias são criadas conforme o cenário geopolítico, uma frase muda tudo e cada classe social “demanda” um tipo de construção textual assim como as informações passadas para cada uma são diferentes.  Mesmo que o livro se trate de uma ficção, não há como não trazer tais passagens para a vida real, principalmente quando tratamos do contexto atual do nosso país.

Minha experiência com a obra foi maravilhosa, eu amo jornalismo então a temática me agradou muito, mas poderia ter sido melhor. O autor suga o máximo que pode da história Italiana em seu enredo e meu desconhecimento sobre o país atrapalhou um pouco o rendimento da leitura.

Apesar do incomodo, o livro foi uma ótima apresentação ao trabalho de Umberto Eco, sem dúvidas irei buscar outras obras do autor, e acredito que Número Zero deveria ser conteúdo obrigatório a todos, pois, num mundo onde tudo vira notícia por meio de qualquer pessoa, ter esse tipo de discernimento é essencial na hora absorver qualquer informação.

Esse foi o último post do projeto Letras.01, confira também as resenhas de A Metamorfose, Odisseia e Antígona.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s